<

Corpo Docente

Composto por Juízes Federais, Desembargadores, Procuradores, Professores Universitários, Advogados e Profissionais com formação e atuação nas áreas afins.

Armando Antônio Lotti

Ingressou no Ministério Público no ano de 1988, após lograr aprovação em provas de conhecimento e títulos em primeiro lugar, assumindo na Promotoria de Justiça de Flores da Cunha, então de primeira entrância. Foi Promotor de Justiça, também, na Comarcas de Cachoeirinha e Viamão, sendo promovido no ano de 1991 para a Comarca de Porto Alegre, onde atuou como Coordenador Adjunto da Coordenadoria das Promotorias Criminais e Promotor-Corregedor. No ano de 1996, foi promovido para o cargo de Procurador de Justiça, atuando na 6ª Câmara Cível do Tribunal de Alçada e, após, na 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça. Em maio do ano de 2003, assumiu a coordenação do recém instalado Centro de Apoio da Ordem Urbanística e Questões Fundiárias do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul. Em maio de 2006, assumiu o cargo de Subcorregedor-Geral do Ministério Público, sendo que, em 2008, foi eleito Corregedor-Geral do Ministério Público, sendo reeleito em 2010, exercendo por dois mandatos o honroso cargo. Foi eleito, em 2011, para mandato de um ano, Presidente do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais. Palestrante da disciplina de Direitos Reais na Escola da Magistratura Federal. Atualmente encontra-se classificado no 35º cargo de Procurador de Justiça da Procuradoria de Justiça Cível, com atuação preferencial perante a 17ª Câmara Cível, e é membro eleito do Órgão Especial do Colégio de Procuradores, biênio 2014/2016.